Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

POR UM AMOR DE ALGUMAS HORAS.


Eram quase cinco horas de manhã e o sol saia como um soco.
Ela vinha faceira mexendo o corpinho de forma inocente e pedindo atenção. Logo ali nas barracas do
cais de santa rita, seus olhos se cruzaram.
Ele brincou com Ela e lhe deu carinho, uma coisa que nos tempos de hoje vale ouro em pó. Ela correspondeu
e assim se selou o pacto daquele momento de calor e troca. Ambos eram crianças que se permitiam e se divertiam.
Ele a alimentou, lhe alisou e a distraiu por algumas horas mas sua avó que era dona da barraca não permitiu que
ficassem juntos, seu pai também.
Vi e tomei parte dessa história no final do dia ao ver aquele belo envolvimento de ambos. Era perto das cinco da tarde,
Hora em que o sol nos abandona e nos deixa. Quando fui tomar o meu vinho barato do final do turno e ele me contou de
sua alergia a pelos. Ela era uma bela cachorrinha de pelos pretos nas costas e a boquinha e a barriguinha branca, após alimenta-la,
carinha-la ele a deixou dormindo na cadeira da barraca quando seu pai veio busca-lo era um belo menino de doze anos.
Paguei minha conta e fui embora triste, perturbado por ver aquela criaturinha inocente, indefesa mas tão grande quanto
aquele menino por terem se permitido a um amor de algumas horas. 

ROGÉRIO VÍCIOS F…

(Todas as letras registrada na Biblioteca Nacional) Revisão de Thor o Deus do Trovão.

Tributo a Renato Russo 2005

Festival Multicultural 2005 Ibura UR1

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Rogério Vícios F e Villas Rock Movimento Alternativo do Jordão

Rogério Vícios F... (Produtor Cultural)

A musa

A musa dança em 
Desertos arábicos 
Em fontes secas de 
Meus empreendimentos,
Dança em dunas de sonho
Levadas pelos ventos 
Da alucinação.
Ela vem, Ela vem,
Se aproxima em véus 
Brancos transparentes 
Não posso toca-la 
Ela vai..., Ela vai...,
Ela se foi...

Rogério Vícios F... 

Revisão de Thor o Deus do Trovão 
(todas as poesias registradas na Biblioteca Nacional)