Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

A era dos Bárbaros
Me falta força no corpo e no espírito.
Pisando no chão em brasa e sem nenhuma alma boa,
E na frente só abismos.
Todos parecem espiões para captar o que penso.
Oh! Vida fulgaz, A estabilidade é uma ilusão e só o que guardastes em tua mente servirá no armagedom do ser.
Que matem o Rei e esquartejem toda as cortes, os bárbaros virão.
Rogério Vícios F...
Todas poesias registradas na biblioteca nacional
Revisão Thor o Deus do Trovão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário